Viagem à Angola :: Dificuldades Iniciais

O projeto que estou envolvido deve incluir vários funcionários da empresa, mas fui o primeiro a vir pra cá, com a tarefa de “desbravar” a fronteira, montar um planejamento e preparar o caminho para os próximos viajantes. Nessa situação, estou encarando algumas dificuldades que meus colegas provavelmente não terão que enfrentar.

Quem viaja a trabalho geralmente está acostumado a ficar em um bom hotel e ter uma série de mordomias. Em Angola as coisas não são bem assim.

A infra-estrutura hoteleira é fraca e as empresas geralmente alugam casas para seus funcionários utilizarem durante a estadia em Luanda. Estou alojado em uma casa recém alugada, de uma das empresas parceiras do projeto onde mora outro brasileiro, que trabalha em Luanda há mais de dois anos. A casa é simples, mas tem a vantagem de estar localizada próxima ao local de trabalho. Por ser recém alugada, ainda há algumas coisas pra serem arrumadas na estrutura, então estou encarando alguns problemas, tomara que temporários.

No domingo acordamos sem energia elétrica e, pra piorar, sem água, pois o reservatório de água da casa é uma cisterna (abaixo do nível do solo) e a bomba d’agua é elétrica (não há caixa d’agua). Felizmente passamos quase o dia todo fora de casa, mas quando voltamos, ainda não havia eletricidade. Já estava me conformando em dormir sem ar-condicionado e sem banho quando a energia voltou, por volta de 21:00hs.

O segundo dia começou bem. Foi um dia produtivo de trabalho, mas na hora de vir pra casa a decepção: fiquei sabendo que estávamos novamente sem eletricidade. As casas aqui geralmente tem um gerador próprio, mas onde estou hospedado o gerador está com problemas (um novo deve ser comprado logo).

Ficamos um pouco mais no trabalho pra compensar a falta do que fazer em casa (sem eletricidade, ficamos sem banho, sem ar-condicionado, sem água na torneira, sem luz pra leitura, sem geladeira, sem água pra descarga do banheiro, etc) e depois seguimos pra casa.

Nesse momento, estou escrevendo às escuras (o post só será publicado pela manhã) usando a bateria do notebook. Não contem pra minha mãe, mas são 22:17hs, meu termômetro marca 28C e eu não tenho esperanças de tomar banho hoje. ;-)

Segunda noite em Angola, às escuras

Segunda noite em Angola, às escuras

Update, 00:10 – A luz voltou há cerca de 1h, pelo menos garanti meu banho. Estou aproveitando uma conexão temporária à Internet pra postar agora mesmo esse relato, a partir de casa.

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

12 Comments

  1. Thiago Santos

    E eu achando que a manivela do OLPC era exagero…

    Reply
  2. Eduardo Habkost

    E eu achando que Manaus era o limite. :P

    Reply
  3. Vinicius Ribeiro

    Hahaha… e vou contar pra tua mãe que você não tomou banho!!

    Reply
  4. ademar

    Thiago: pois é, e olha que Angola é um país relativamente rico aqui na África… Imagino que a manivela seja essencial.

    Boto: Manaus era só pra começar a me acostumar :-)

    Vinícus: Minha mãe acha que eu estou hospedado num hotel executivo, se souber dessas coisas, ela tem um treco. :-)

    Abraços.

    Reply
    1. Hiltton

      Oi Ademar. Sou do Rio de Janeiro e “não sei porque resolvi tentar “achar algo em Angola via meu micro e achei muitíssimo, graças a você; estou tentando ir para Angola não sei quando nem sei se vou porque tenho uma situação confortável no Rio. Sou médico, aposentado e não quero envelhecer , ser gagá, e chato, etc. Tenho 60 an0s e disposição e saúde já que pratico esportes.Ainda.Sou médico com bastante experiência clínica, ainda trabalho, sou Homeopata, fitoterapeuta ( ervas, emagrecimento) ,ortomolecular (vitaminas, prevenção de doenças, reposição hormonal, etc )e Psiquiatra com alguma abrangência em Neurologia já que fica difícel na prática separa-las.
      Se vc. puder me sugerir algo agradeço. Parabéns por ser voluntarioso e colaborar TANTO, para os outros, como colaborou comigo.
      Fote abraço e felicidades.

      Reply
  5. GERSON

    POXA AS COISAS AI NÃO SÃO NADA FAÇIL MAS INFELIZMENTE O BRASIL NÃO OFERECE OPORTUNIDADES DE CRESCIMENTO RAPIDO MAS DA PRA GANHAR UM DINHEIRO AI.
    TALVEZ EU VIAJE PRA LA VOU PENSAR BEM.

    Reply
  6. GERSON

    MEI EMAIL E´GERSONG144@HOTMAIL.COM TUDO MINUSCULO.

    Reply
  7. Eduardo Habkost

    “MEI EMAIL E´GERSONG144@HOTMAIL.COM TUDO MINUSCULO.”

    Se é “tudo minusculo”, não era mais fácil ter escrevido em minúsculas? 8)

    Reply
  8. osiris

    queira me informar por gentileza, qual a voltagem da energia eletrica ai em Angola…110V ou 220V ou ainda ambos???

    Reply
  9. Nairan

    ´Pelo menos você tem senso de humor.
    Sou da área de gestão, marketing, RH e logística. Tenho experiência em gestão e academica, superior. Qual o contato para os iteressados em Angola?

    Boa sorte!

    Reply
  10. Hiltton

    Parabéns pelo seu Blog(?) me foi muito útil. Planejo i para Angola ou outro local . Sou médico e no Rio de Janeiro, nada mais me interesa.
    Abraços
    Hiltton

    Reply
  11. talita

    Boa noite gostaria de saber qual a voltagem elétrica de luanda- Angola, se é 110 ou 220???? estou indo a trabalho e gostaria dessa informação… desde ja agradeço!!!!!

    Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *