Livro “Inside the Machine”

Inside the Machine: An Illustrated Introduction to Microprocessors and Computer Architecture

O livro Inside the Machine: An Illustrated Introduction to Microprocessors and Computer Architecture, de Jon Stokes (editor da Ars Technica), traz uma introdução de arquitetura de computadores – linguagem de máquina, pipelines, execução especulativa, processamento superescalar, caches, etc – e cobre em detalhes o funcionamento de vários processadores, começando pelo Intel Pentium e indo até o Intel Core 2 Duo.

O autor resolveu fazer um paralelo entre as famílias Intel e PowerPC, discutindo em detalhes processadores dessas duas linhas. Isso me desagradou um pouco, pois não tenho qualquer familiaridade com PowerPCs e, uma vez que a Apple resolveu adotar processadores da Intel, o uso dos PowerPCs tende a ficar restrito a alguns nichos.

O livro é relativamente pequeno (270 páginas), e deixou um “gostinho de quero mais”, pois ainda havia espaço pra discutir muitos assuntos. Em particular, senti falta de mais discussões sobre os processadores da AMD. Há apenas uma rápida explicação sobre o Athlon x86-64 no capítulo sobre computação de 64 bits, mas muito superficial se comparada ao espaço dedicado aos outros processadores.

Mas o livro no geral é muito bom. O autor usa uma linguagem clara e inclui várias ilustrações. Recomendo-o como livro introdutório a arquitetura de computadores e pra quem tem curiosidade sobre os detalhes de funcionamento dos processadores lançados na última década. É uma boa companhia pro livro Computer Organization and Design, a bíblia da arquitetura de computadores.

Espero que mais livros nessa linha sejam lançados. Um que cubra a evolução e funcionamento dos processadores gráficos (GPUs), por exemplo, será muito bem vindo.

Comentários

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

7 Comments

  1. Sulamita Garcia

    Uma das aulas mais memoráveis pra mim quando fiz Ciências da Computação foi a aula de Arquitetura de Computadores. O professor usava como livro texto (tive que ir buscar na pagina do curso pra lembrar ) era John L. Hennessy and David A. Patterson, “Computer Organization and Design: The Hardware/Software Interface”, 2nd edition,Morgan Kaufmann Publishers, Inc., 1998. (ISBN 1558604286). Foi uma das matérias que eu mais gostei, e se baseava em comparativos entre AMD e Intel, foi por exemplo quando entendi como pipeline e cache funcionam em termos de processador e registradores. Engraçado que desde então eu sempre tinha pendido mais para AMD, o que obviamente mudou :) não sei se é o que está procurando, mas garanto que o livro vale a pena.

    Reply
  2. ademar

    Oi Sulamita.

    Eu tenho esse livro também. Pode ver no post que eu coloquei um link pra ele. É o livro que eu considero a “bíblia da arquitetura de computadores”. Usei na disciplina de arquitetura também, excelente livro.

    Mas valeu a dica de qualquer modo. :-)

    Reply
  3. Sulamita Garcia

    E depois eu reclamo do povo que responde sem ler direito… deve ser o sono atrasado :~

    Reply
  4. Rudá

    Oi Ademar, eu creio que a motivação de se comparar com o PowerPC seja a questão de ser uma arquitetura diferente (RISC x CISC, embora a isso seja muito discutível hoje em dia) e principalmente, porque o PowerPC é muito forte no mercado de consoles (video-games), talvez um mercado (em números) muito maior que o de desktops.

    Reply
  5. ademar

    Oi Rudá.

    Pois é, é esse o nicho que eu acho que ficou reservado pros PowerPCs, só que os capítulos do livro foram escritos na época em que PowerPC era sinônimo de Apple, então o autor aborda os PowerPCs com foco nos macintoshs (600, 700, 740, G4 e G5).

    O que achei um pouco chato foi ler capítulos inteiros explicando em detalhes o backend de cada um desses processadores. Como eu nunca tive contato com um, achei um pouco entendiante e por isso teria preferido ver os detalhes de como funciona o backend de um athlon, por exemplo.

    A comparação RISC/CISC morre logo no início. Tem um capítulo onde o autor aborda o assunto (microcode e o custo do suporte a x86 e x87 pra Intel), mas como ambas as linhas de processadores usam microcode atualmente, não há mais comparações nesse nível.

    De qualquer modo, esse detalhe não comprometeu o livro como um todo. Gostei muito da leitura assim mesmo. :)

    Reply
  6. Noah

    Oi Ademar,

    Post legal. Tu tens esse livro em PDF?

    -Noah

    Reply
    1. ademar (Post author)

      Oi Noah. Não tenho, recomendo a compra na Amazon.com.

      Reply

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *